Cloud Server como Aplicação Dedicada

Troque a sua hospedagem compartilhada por uma aplicação dedicada

Área Comercial da SoftHost está com uma oferta especial de Cloud Server para o mês de setembro de 2010. Saiba quais os prós e contra de uma aplicação dedicada.

Veja abaixo trocar a sua hospedagem de site compartilhada por um cloud server de aplicação dedicada.

Há muitas empresas que estão vendo que não dá mais para confiar em hospedagens de site compartilhada. O fato de você hospedar seu site onde centena de outros sites estão hospedados visa unicamente o melhor custo/benefício. Porém, se o site e os emails da sua empresa não podem parar, mas as vezes um único site praticando spam é o suficiente para prejudicar todos os outros que estão utilizando um servidor compartilhado com centena de sites.

Ter um cloud server é a melhor alternativa para as empresas que necessitam garantir maior uptime e anular as possibilidades de interferência de terceiros em sua hospedagem. Ou seja, um cloud server possui IP dedicado, processador dedicado, memória dedicada, espaço dedicado em uma máquina virtualizada. Através do cloud computing não há a necessidade da aquisição de um computador físico e, consequentemente o contrato de prestação de serviço é mais flexível.

Dentro dos prós e contra de um cloud server como aplicação dedicada, é difícil pensar em algum contra. Provavelmente o único contra será o fato do custo. Enquanto uma hospedagem compartilhada Windows custa R$ 9,90 / mês, o custo de um cloud server que terá aplicação dedicada custará inicialmente R$ 229,90, ou seja 23 vezes a mais.

Entre em contato com a área comercial da SoftHost e faça o seu orçamento de cloud server para substituir a sua atual hospedagem.

Como evitar páginas em construção

pagina-em-construcaoDica valiosa de como colocar muito mais do que uma plaquinha em sua página em construção, utilizando o WordPress

Com certeza você já tentou acessar o site de alguma empresa e chegando lá viu que não passava de uma página em construção, sem informação alguma dos contatos da empresa e só havia aquele velho ícone da placaquinha do homem com uma pá e em baixo o frase: ‘Estamos em Construção’.

Mas se a sua empresa precisa registrar o seu próprio domínio e ainda não escolheu quem vai fazer o site, pode fazer mais do que uma página em construção utilizando o WORDPRESS e colocar informações básicas aos visitantes.

Assine o Plano Linux Inicial da SoftHost por R$ 7,90 por mês e através do serviço Fantástico do CPanel você cria rapidamente uma página com as informações de contato da empresa, como esta.

PASSO A PASSO PARA INSTALAÇÃO DO WORDPRESS

Veja como transformar o WordPress na página em construção da sua empresa:

ATENÇÃO: Além de seguir as instruções abaixo, você talvez tenha a necessidade de conhecimentos maiores de Internet, devendo ser um usuário avançado. A SoftHost não oferece suporte técnico para este serviço, sendo da sua própria responsabilidade a instalação e configuração do WordPress.

1. Depois da confirmação do pagamento do seu plano Linux, você receberá um email com as informações da sua conta.

2. Pegue no email os dados para acesso ao CPanel (painel de controle da hospedagem Linux). Exemplo: www.suaempresa.com.br/cpanel – login: suaempresa – senha: 123456.

3. No CPanel procure e click o ícone “Fantastico“.

4. No menu esquerdo, click na opção “WordPress

5. Click no link “New Installation

6. Nos campos do “Admin access data” digite “admin” e uma senha “******“:

wordpress1

7. No campo “Base configuration”, digite as informações da sua empresa:

wordpress2

8. Click no botão “Finish installation“.

9. No campo “Email the details of this installation to:” digite o seu email para você poder guardar as informações da configuração da sua conta em seu email.

10. Click no botão “Send E-mail“.

11. Finalmente click em “Back to WordPress overview“.

12. Veja em “Current installations:” que o WordPress está instalado como o sistema padrão do seu site. Para ver como ficou o seu site, click no link “Visit site“.

13. Seu site vai ficar como o site abaixo:

Click para ampliar a imagem

Click para ampliar a imagem

14. Para modificar as informações é só acessar o painel administrativo do WordPress, que é sempre o seu domínio seguido de “/wp-admin“. Por exemplo: www.suaempresa.com.br/wp-admin.

14.1. No painel que aparecer insira o login “admin” e a sua senha “******“.

14.2. No menu esquerdo “General” faça as mudanças.

14.3. Se precisar fazer mais alterações na página, é só explorar o menu esquerdo e boa sorte!

BENEFÍCIOS EXTRA

  1. Além do visitante da sua página já poder ver os dados de contato da sua empresa, como telefone, email e endereço, o WORDPRESS indexa a sua página para pesquisas na Web como pelo Google.
  2. E através do seu plano de hospedagem Linux na SoftHost, você poderá criar e usar contas de email personalizadas com o seu domínio. Basta continuar a usar o CPanel.

Três Anos Transmitindo Boas Idéias

LiveSH é o Streaming da SoftHost

Vi a LiveSH nascer a exatos 3 anos. Durante todo o mês de julho de 2007 preparamos o site do LiveSH com todo o sistema para já no final do mês ofertarmos de forma automatizada as atuais linhas de serviços: LiveRadio, LiveTV e LiveOndemand.

Já em agosto, eu e o nosso diretor executivo, Thiago Ambrósio viajamos para São Paulo para nos encontrarmos com investidores e possíveis clientes. No momento em que o avião levantava vôo do aeroporto de Goiânia, “profetizei”:

– Neste momento, quem está decolando é a própria SoftHost.

O tempo passou e, graças a Deus, tive a graça satisfação de ver a SoftHost alcançar altitude de cruzeiro, saindo do patamar de trezentos e poucos clientes, para mais de 6 mil. De meia duzia de servidores nos EUA, para dezenas de servidores em datacenter em São Paulo e outros servidores em datacenters nos EUA.

ALGUNS DIFERENCIAIS

Somos a principal empresa de streaming a atuar no Centro-Oeste, tendo as retransmissões das principais emissoras de rádio de Goiás. Estamos em 7 das 10 maiores emissoras de Goiânia. Isso sem contar os clientes que utilizam nossos serviços de streaming para fazer webradios, webTVs e ondemand de todas as formas e tamanhos.

Somos os pioneiros a oferecer streaming sem limite de usuários simultâneos, ajudando inúmeras emissoras de rádio e TV a aumentarem suas audiências, criando outras receitas publicitárias. Agora todas as nossa emissoras de TV estão operando em nossos servidores FMS (Adobe Flash), que além de ser mais leve e de melhor resolução que o WMP, ainda possui possibilidade de encriptar a transmissão, evitando que um simples Real Media Player ou Flash Capture faça download pirata da transmissão.

Inclusive, através da SoftHost o sonho do uso do FMS3 virou realidade para muitos clientes que antes tinham que pagar caríssimo pela licença deste software. Com a SoftHost e seus servidores licenciados com Adobe Flash Media Server, conseguimos popularizar o uso desta tecnologia para clientes de qualquer porte. São clientes interessados em fazer webconferência e que fazem transmissão de eventos ao vivo com universidades, cursinhos, igrejas e empresas organizadoras de eventos e que comprovaram a eficiência do FMS.

E estamos preparados para mais, já estudando outras tecnologias como o HTML5, cloud computing, mobile, entre outras plataformas que ajudarão na evolução da tecnologia streaming. Para isso, fizemos uma forte parceria na área de desenvolvimento com a Agência Bamboo Brasil que nos garantirá a pesquisa e o desenvolvimento de projetos avançados em streaming.

Agradeço muito aos clientes de streaming da linha LiveSH, FMS e de webconferência que fazem da SoftHost referência nacional no provimento de streaming de qualidade. Estes clientes fazem a gente continuar transmitindo mais do que áudio e vídeo. É por causa deles que nós transmitimos são boas idéias.

Vendas Exige 3 Coisas Básicas e 1 Essencial

Outro dia um amigo meu me encontrou no MSN e me disse “To precisando e vender, mas este mês está difícil! Para vocês como é que está?”

Nada melhor do que uma boa pergunta para nos fazer parar e refletir sobre o que a gente está fazendo. As vezes a gente inicia um processo de trabalho e com o tempo a gente liga no piloto automático sem fazer grandes reflexões sobre se o processo está se desenvolvendo de forma inteligente.

Antes de responder uma resposta automática para meu amigo eu refleti: “O meu mês de vendas está bom, mas não do jeito que eu quero. Poderia estar melhor, mas no que melhorar?” Então respondi baseado nas 3 exigências para a venda perfeita:

A venda é um processo que exige três coisas básicas e mais uma essencial:
1- Exige tempo: significa que você tem que ter paciência para que o processo da venda se desenvolva até o fechamento.
2- Exige expertise: significa que você tem que ser especializar no que vende, se aprofundar e ter método.
3- Exige dedicação: significa que você terá que investir recursos de todas as ordens para você realizar seus sonhos. Terá que ser organizado para ter um plano e agir dentro dele sistematicamente.

E a cereja do bolo é:
Venda exige TALENTO: significa que você terá facilidade de vender as coisas mais difíceis simplesmente porque você tem o dom para vender!

Vc pode até vender utilizando as 3 exigências, mas se não tiver TALENTO será ser muito mais difícil continuar vendendo e se desenvolvendo como profissional de vendas. E não confunda talento com gostar de vender. Nem sempre o vendedor talentoso é o que gostar de vender.

Nem sempre o talentoso consegue os melhores resultados de venda. As vezes uma vendedor sem talento utilizando apenas a técnica de vendas, preparo, dedicação e paciência terá mais resultado que o talentoso que não se prepara para vender bem. Se você é talento e não está vendendo, reveja seu tempo, dedicação e expertise.

Eu sou um vendedor profissional, tenho talento para vender, sei vender, vendo, mas não gosto de vender. Eu NÃO acordo todos os dias e digo para mim mesmo: “BELEZA, VOU VENDER!” Sei de pessoas que fazem isso, mas não eu! Eu acordo todos os dias e digo “BELEZA VOU GANHAR A MAIOR GRANA HOJE POR QUE EU VOU VENDER MUUUUUUUITO”. Saio correndo para que isso aconteça e isso acontece!

Vendedor que é vendedor mesmo não gosta de vender, gosta é de ganhar muuuuuito dinheiro com as vendas! Vendedor que é vendedor mesmo sabe que só vai ganhar muuuuuuuuuito dinheiro se vender muuuuuuuuuito. E depois que você ganha muito com vendas, você passa a gostar tanto de vender que não consegue mais fazer outro serviço se não vender.

Vendedor que é vendedor mesmo, dificilmente se acostuma com salário fixo. Ele vai querer um fixo sim, mas vai olhar para isso apenas como um incentivo a prosseguir em sua ambição por ganhar dinheiro com as vendas.

Finalmente eu disse ao meu amigo: “Vamos vender, porque somente assim a gente ganha muuuuuito dinheiro pra fazer o q gosta”. Eu por exemplo gosto de viajar com a família, passear, jantar em bons restaurantes, ir no cinema, shows, fazer compras e mais compras… viver a vida!

Então não tem outro jeito: vou vender pra conseguir tudo do bom e do melhor desta vida. Espero que este post tenha te ajudado a refletir sobre o seu trabalho como vendedor.

Em breve o jornal impresso será como o VHS

É simplesmente uma questão de ciclo de vida dos produtos.

Ciclo de vida dos produtos

Na administração de empresas e, mais precisamente, no marketing, estudamos que os produtos e serviços seguem uma curva elíptica de vida, chamada de Ciclo de Vida dos Produtos, onde ele passar por quatro etapas de evolução: Introdução, Crescimento, Maturidade e Declínio.

Ao analisar a notícia da AdNews – FT pode sumir com versão impressa em 5 anos, vemos que esta é uma tendência já profetizada por jornalistas como o Rosental Alves:

“é preciso reconstruir o jornal para a era digital, pois os modelos de negócios atuais já estão obsoletos” Observatório da Impresa (09/09/2008)

Se nos livrarmos da visão romântica de que “o jornal impresso não pode deixar de existir, devido a sua importância na comunicação”, veremos que apenas estamos diante vivendo a fase de declínio de uma tecnologia. O produto substituto realmente é a Web e os readers como o iPad e os próprios telefones celulares conectados a Internet.

O duro é que ainda encontro com editores, jornalistas e profissionais de mídia impressa totalmente avessos a esta evolução tecnológica ou analfabetos das novas tecnologias dispostos a afundar com o navio na curva da decida. Com certeza esta tendência se transformará em uma realidade cada vez maior e em breve o jornal impresso não existirá de forma impressa.

O custo que estas instituições terão para a mudança de paradigmas será muito grande e talvez as ações tardias para a modernização tornem-se praticamente irreversíveis. Todos os veículos impressos devem buscar a evolução e convergência de suas mídias, pois em breve o jornal impresso será como o VHS: uma peça de museu.

Licitação de TI é bom?

Oportunidade: Licitação para Desenvolvimento de Sites do Governo de Goiás

Um amigo meu da Secretaria Estadual de Cidadania e Trabalho do Governo de Goiás entrou em contato comigo para pedir ajuda. A Secretaria abriu licitação para empresas de desenvolvimento de sites e por mais incrível que pareça, está com dificuldade para achar empresas que participem da licitação.

O principal entrave não são os R$ 45.000,00 oferecidos, mas encontrar profissionais e empresas certificadas. Não basta, por exemplo, deter conhecimento em PHP. É preciso comprovar certificação em PHP.

O Edital pode ser conferido pelo site htt://cidadaniaetrabalho.goias.gov.br e ou para download diretamente pelo CONVITE N.º 002/2010 – SECT. Leia o edital, verifique se você tem as qualificações necessárias e, se você tiver interesse, entre em contato comigo que eu passarei a ficha de inscrição.

Normalmente, o profissional de TI que busca certificação está de olho na carreira pública ou oferta de grandes empresas de TI. Fora isso, o profissional, invariavelmente busca o conhecimento de forma informal como autodidata. As evoluções tecnológicas não acompanham velocidade da oferta de entidades certificadoras. Como buscar, por exemplo certificação em API para iPhone ou Android? Mesmo as grandes empresas de computação preferirão profissionais talentosos à apenas certificados.

Todo ano, centena de alunos se formam no SENAC com certificado de PHP, mas o problema é de comunicação entre eles e o Governo. Apesar do Portal ComprasNet (www.comprasnet.go.gov.br) tentar fazer esta ponte, comunicando licitações e qualificando a iniciativa privada à prestação serviços, as empresas de Tecnologia da Informação em Goiás ainda não tem cultura de buscar oportunidades no Governo.

Não é só uma questão de comunicação. É uma questão cultural e de interesse. Enquanto o Governo procura certificação (comprovação teórica), o mercado procura portfólio (comprovação prática) e empresas de TI procuram oportunidades no mercado (recompensa financeira). Através do portfólio de serviços já executados e pela quantidade empresas atendidas, as empresas de TI as empresa de TI se destacam. Fica de fora deste círculo de interesse o Governo. É mais fácil o Estado contratar o profissional certificado via concurso público, do que contratar uma empresa de TI.

Os governos poderiam mudar o critério de análise, pois dificilmente as empresas de TI pararão para o Governo que acha mais importante certificados de papel do certificados de competência no mercado através do portfólio. Sendo assim o ComprasNet continuará atendendo ao Governo de Goiás para a busca de empresas e profissionais operacionais, como manutenção predial, segurança, alimentação etc, menos TI.

E mesmo que finalmente haja empresas com profissionais certificados, ela vão querer Mas o Estado não fica refém desta situações e, voltando ao caso da Carta Convite N.º 002/2010 – SECT, caso não haja empresas suficientes para fazer a licitação, será feita a contratação direta do primeiro profissional que comprovar certificação.

Tutorial Revenda Linux (WHM)

Criando contas de hospedagem:

Na guia de menu da esquerda, em Account Functions, clique em “Create a New Account”

Preencha os campos:

  • Domain: dominio do cliente sem o www, exemplo: (meusite.com)
  • UserName: Login do usuário (a ser utilizada no FTP e no seu painel de controle [Cpanel])
  • Password: Senha do usuário (a ser utilizada no FTP e no seu painel de controle [Cpanel]). Logo abaixo, preencha novamente com a mesma senha
  • Package: Selecionar o plano desejado para o cliente (no proximo paragrafo iremos explicar como criar seu pacote).
  • Contact email: e-mail de contato do cliente.
  • Cpanel theme: Escolha o tema do cpanel do cliente. Recomendamos o uso do Rvskin ou x3.
  • Locale: escolha a linguagem do cpanel (Brasilian Portuguese)

As demais opçãos não citadas, não precisa mudar, a menos que seja um usuário avançado.

Clique em “Create” e então sua nova conta de hospedagem será toda configurada no servidor, bastando incluir os DNS’s da sua revenda no dominio de seu cliente. (lembrando que a propagação do novo DNS ocorre em até 24 horas).

Agora o seu cliente poderá ter acesso ao cpanel da hospedagem criada, assim como os demais serviços da hospedagem. Abaixo disponibilizo um modelo de e-mail que você pode enviar para os seus clientes com os dados da hospedagem criada:

IMPRIMA PARA FUTURA REFERÊNCIA – LEIA ESTA MENSAGEM POR COMPLETO.

Olá,

Tenha em mente que o seu domínio estará visível ao final do processo de propagação de DNS, que pode durar até 72 horas. Até lá, e-mail e website podem não estar visíveis e não funcionais. Para isso, nós lhe provemos um endereço temporário para upload e configurações.

IMPORTANTE: Faça upload de seus arquivos para a pasta PUBLIC_HTML ou WWW ou eles não serão visíveis via navegador. Lembre-se também de salvar seu arquivo principal como index (index.php, index.html). Nós sugerimos o uso de clientes de FTP como o Smart FTP, FlashFXP (Altamente Recomendável) ou WS_FTP.

Abaixo estão os dados para acesso da seu painel de controle e de FTP.

Informações da conta

Domínio: dominiodocliente.com.br
Login: logindocliente
Senha: 12345
Ip do servidor: digite o IP de seu servidor
DNS 1: ns1.softhost.org (altere para o DNS de sua revenda)
DNS 2: ns2.softhost.org (altere para o DNS de sua revenda)

Dados de acesso temporário:

FTP: ip do seu servidor
URL: http://ip do seu servidor/~logindocliente/
Painel de controle: http://ip do seu servidor/cpanel

E após a propagação:

FTP: www.dominiodocliente.com.br ou ftp.dominiodocliente.com.br
URL: http://www.dominiodocliente
Painel de controle: http://www.dominiodocliente.com.br/cpanel

Configurações de e-mail

Conta principal:

POP3: mail.dominiodocliente.com.br
SMTP: mail.dominiodocliente.com.br
Login: logindocliente
Senha: 12345

Contas adicionais:

POP3: mail.dominiodocliente.com.br
SMTP: mail.dominiodocliente.com.br
Login: e-mail completo (ex.: info@seusite.com).
Se o seu programa de email não aceitar @ use “\\”.
Senha: a mesma especificada na criação do e-mail

Obs: Sempre o servidor de saída deve estar configurado para exigir autenticação.

Em nosso servidor existem politicas de uso rígidas para controle da velocidade de nossa máquina. Não permitimos scripts abusivos que utilizem muito CPU, BOTS para IRC, Add-on para IRC, hospedagem de sites ofensivos, preconceituosos, de ordem pornográfica, mp3, warez, vídeos, filmes, e qualquer outro conteúdo que venha desrespeitar as leis de direitos autorais. Se caso o cliente insistir com uma conduta desrespeitando essas regras, poderá ter sua conta cancelada sem qualquer aviso prévio. Também não permitimos qualquer tipo de propaganda em massa e não solicitada (SPAM).

Para evitar futuros atritos, leia as políticas de uso do servidor no endereço a seguir e esteja certo de que seu site está em conformidade às regras.

http://softhost.com.br/politicas.php (link de sua politica de uso)

Um grande abraço de toda equipe SoftHost!

Que seu novo site seja próspero! Estamos dispostos a ajudá-lo no que for preciso.

Cordialmente,

Equipe de Suporte
Insira os seus contatos.

Criando Pacotes/Planos de Hospedagem

Os pacotes de hospedagem servem para facilitar a configuração da hospedagem na hora da criação. Você pode criar diversos pacotes, cada um com uma configuração, de forma a criar as contas mais facilmente e padronizadas.
Para isso vá até a guia de menu da esquerda, em Packages, acesse a opção “Add a Package“.
Preencha os campos solicitados.

  • New Package Name: Nome do plano desejado
  • Quota: Espaço em disco para o usuario
  • Bandwidth: Limite de transferência (transferência é tudo o que passa pelo servidor sobre o dominio, emails, ftp, acesso ao site, etc.)
  • Max FTP Accounts: Número máximo de contas FTP
  • Max Email Accounts: Número máximo de contas de email
  • Max Email Lists: Número máximo de listas de email
  • Max Databases: Número máximo de Bancos de Dados
  • Max Sub Domains: Número máximo de subdominios
  • Max Parked Domains: Número máximo de dominios adicionais
  • Max Addon Domains: Número máximo de domi­nios adicionais
  • CGI Access: Acesso a Perl/Cgi-bin
  • Frontpage extensions: Extensões de suporte ao Microsoft Frontpage
  • cPanel Theme: tema do cPanel (recomendamos o tema Rvskin ou X3)
  • Feature list: manter “Default”
  • Locale: Escolha a linguagem Brasilian Portuguese

Depois de terminar as configurações, clique em “Create”. Pronto, seu pacote estará criado para uso nas hospedagens que criar.

Visualizando as Contas de Todos os Clientes

Vá até a guia de menu da esquerda, em Account Information, e clique em List Accounts. E então irá ver todas as contas já criadas por você, podendo mudar email de contato, pacote e acessar o cpanel da hospedagem.

Modificando/Visualizando os DNS’s de seus Clientes

Vá até a guia de menu da esquerda, em DNS Functions terá as opções de DNS. As principais são:

Edit DNS: usado para editar o DNS de seu cliente, mudando direções de algum endereço ou serviço;
Park a Domain: opção de “estacionar” um dominio sobre um principal, por exemplo, colocar o endereço www.softhost.com para redirecionar para www.softhost.com.br. No lado esquerdo irá aparecer todos os seus dominios para escolha e do lado direito o campo para digitar o dominio que será estacionado.
Edit MX Entry: o MX é o direcionador dos emails, portanto modificando o MX, você está alterando o destino dos emails enviado ao dominio em questão (geralmente usado para direcionar todos emails da hospedagem para o gmail ou qualquer outro servidor de emails). Em caso de erros na edição do MX, provavelmente o campo MX não existe na zona de DNS do cliente, bastanto então adicionar da forma como desejar na opção Edit DNS como explicado acima.

Estas são as principais operações realizadas em uma revenda de hospedagem. Qualquer duvida sobre a utilização do serviço basta entrar em contato com o nosso suporte, pelo telefone, email, msn ou chat on line no site.

Idéia, criatividade e inovação

A idéia é bem coletivo. Já a criatividade e a inovação são conseqüencias da idéia em ação.

Segundo a segundo, milhares de pessoas tem a mesma idéia interessantíssimas para a humanidade, mas que não vão servir absolutamente para nada se elas não partirem para a ação.

No primeiro segundo elas pensam: “Eureka, eu poderia inventar a cura para o câncer!!!” Mas no segundo seguinte elas são vencidas pela realidade da falta de conhecimento necessário para que as idéias se materializem (“Puxa, eu não sou médico nem cientista para fazer isso!“) ou pela própria falta de vontade, inércia, desejo de agir (“Sim, eu sei como fazer isso, mas… não vou fazer!“).

Somente com ação uma idéia pode evoluir, se materializar. Se há ação, a idéia evolui para a criatividade, que depois, se houver o conhecimento, ela evolui para a inovação.

Resumindo: uma IDÉIA + AÇÃO = criatividade ou inovação.

E qual a diferença entre as duas?

Criatividade é ter idéias para saídas de problemas ou ter idéias para entrar no santuário das artes.

Para ser criativo, basta haver alguma necessidade ou uma inspiração.

Por exemplo: o brasileiro não é inovadoro brasileiro é criativo. Se a necessidade é comer e o brasileiro não tem dinheiro, ele tem a criatividade de fazer malabarismos com laranjas em esquinas para conseguir dinheiro. O povo brasileiro é reconhecido pela sua grande criatividade, mas apesar disso não conseguiu resolver problemas básicos como o analfabetismo, porque falta deter o conhecimento.

Inovar é gerar valor de qualquer tipo a partir da criatividade, a partir de uma idéia original.

Para ser inovar, basta ter boas idéias e o conhecimento para executá-las.

Por exemplo: o Japão não é criativoo Japão é inovador, porque pega a criatividade dos outros e une ao conhecimento adquirido e gerar valor de qualquer tipo. Para ser inovador é preciso ter acesso à informação e à educação de qualidade.

A criatividade por si só não gera inovação, pois precisa do conhecimento. Aliás, a criatividade não resolve nada sozinha, assim como o conhecimento não resolve nada sem a ação. A criatividade, depois de processada corretamente, vira inovação.

Como usar Redes Sociais nas empresas

A SoftHost, ainda não utiliza as redes sociais. Mas há outras formas de comunicação eletrônica:

  • Todas as nossas linhas telefônicas são VoIP;
  • Usamos o MSN Messenger paulo@softhost.com.br e danilo@softhost.com.br para o suporte técnico;
  • Usamos o Skype wesleyporfirio para o atendimento comercial; e
  • O Chat On-Line do próprio site da SoftHost é Live Messenger.

Se usar só por usar é péssimo para pessoas físicas, imagine para empresas. Desta forma, estamos elaborando estratégias e ações para o uso das redes sociais. Por enquanto, somente os diretores e colaboradores da SoftHost possuem suas próprias experiências profissionais com o uso de redes sociais, como o Twitter e o Linkedin.

À frente destes estudos estratégicos está a Bamboo Brasil que é uma agência digital especializada em comunicação eletrônica e no uso de social media de forma corporativa. A Bamboo há muitos anos agencia várias empresas e será a mais nova aliada da SH. Ela fará nosso novo website, sua otimização e a criação e o gerenciamento de diversas redes sociais.

Apreitanto o post, o site Inc. publicou, o AdNews traduziu e republicou e estou agora re-republicando 30 dicas corporativas para o uso de redes sociais nos negócios. Esperamos que muitas delas sejam usadas pela SoftHost e que nossos clientes também use algumas delas em seus negócios.

Ser Blogueiro ou Splogueiro?

Em pesquisa divulgada pela Microsoft, temos mais splogs do que blogs

De acordo com um estudo feito por uma equipe da Microsoft em conjunto com a Universidade da Califórnia* chegou-se a conclusão de que 75% das páginas do Blogger são splogs sem conteúdos e que 77% deles não possuem conteúdo, mas estão cheios de anúncios como AdSense.

Esta não é uma questão filosófica, mas existencial. Estamos vivendo num mundo onde o ter é mais importante que ser. Então, o que vemos nos blogs existentes é apenas reflexo desta questão. Uma super valorização do ter em detrimento do ser. Ter um blog em detrimento de ser de conteúdo útil ou não. O que vai valer é se esse blog tem AdSense como gerando alguma renda. E o que os splogs ganham com isso? Eles ganham o direito de poder dizer no mundo virtual: TENHO UM BLOG, LOGO EXISTO.

Esperamos que em 2010 todos os nosso clientes reflitam sobre a necessidade de produzir conteúdo de qualidade para e não apenas pensem em TER um site ou blog vazio. E a SoftHost espera que em 2010 nós também estejamos empenhados em produzir conteúdo de primeira, a partir do nosso blog, até outros serviços online.

* GoogleDiscovey