Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/softhost/public_html/blog/wp-settings.php on line 512

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/softhost/public_html/blog/wp-settings.php on line 527

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/softhost/public_html/blog/wp-settings.php on line 534

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/softhost/public_html/blog/wp-settings.php on line 570

Strict Standards: Declaration of Walker_Page::start_lvl() should be compatible with Walker::start_lvl(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/classes.php on line 1199

Strict Standards: Declaration of Walker_Page::end_lvl() should be compatible with Walker::end_lvl(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/classes.php on line 1199

Strict Standards: Declaration of Walker_Page::start_el() should be compatible with Walker::start_el(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/classes.php on line 1199

Strict Standards: Declaration of Walker_Page::end_el() should be compatible with Walker::end_el(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/classes.php on line 1199

Strict Standards: Declaration of Walker_PageDropdown::start_el() should be compatible with Walker::start_el(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/classes.php on line 1244

Strict Standards: Declaration of Walker_Category::start_lvl() should be compatible with Walker::start_lvl(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/classes.php on line 1391

Strict Standards: Declaration of Walker_Category::end_lvl() should be compatible with Walker::end_lvl(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/classes.php on line 1391

Strict Standards: Declaration of Walker_Category::start_el() should be compatible with Walker::start_el(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/classes.php on line 1391

Strict Standards: Declaration of Walker_Category::end_el() should be compatible with Walker::end_el(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/classes.php on line 1391

Strict Standards: Declaration of Walker_CategoryDropdown::start_el() should be compatible with Walker::start_el(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/classes.php on line 1442

Strict Standards: Redefining already defined constructor for class wpdb in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/wp-db.php on line 306

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/cache.php on line 103

Strict Standards: Redefining already defined constructor for class WP_Object_Cache in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/cache.php on line 431

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/query.php on line 61

Deprecated: Assigning the return value of new by reference is deprecated in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/theme.php on line 1109

Strict Standards: Declaration of Walker_Comment::start_lvl() should be compatible with Walker::start_lvl(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/comment-template.php on line 1266

Strict Standards: Declaration of Walker_Comment::end_lvl() should be compatible with Walker::end_lvl(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/comment-template.php on line 1266

Strict Standards: Declaration of Walker_Comment::start_el() should be compatible with Walker::start_el(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/comment-template.php on line 1266

Strict Standards: Declaration of Walker_Comment::end_el() should be compatible with Walker::end_el(&$output) in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/comment-template.php on line 1266

Strict Standards: Redefining already defined constructor for class WP_Dependencies in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/class.wp-dependencies.php on line 31

Strict Standards: Redefining already defined constructor for class WP_Http in /home/softhost/public_html/blog/wp-includes/http.php on line 61
Blog softhost.com.br!

Configuração do FileZilla

1 - Com o FileZilla aberto vá no menu “Arquivo” e em “Gerenciador de Sites”. Clique em “Novo Site” e configure de acordo com a imagem abaixo, substituindo o que está no campo “Host”, “Usuário” e “Senha” pelos dados de acesso que recebeu via email. Tanto o Usuário como a Senha costumam ser iguais ao do acesso ao cPanel ou Plesk.

fz1

2- Na mesma tela, vá em “Configurações de transferência” e deixe exatamente como a imagem abaixo:

fz2

3 - Clique em “Conectar”. Se tudo der certo, ao lado esquerdo verá os arquivos de seu computador e do direito os arquivos do servidor. Se for hospedagem Linux, os arquivos do site devem ficar sob a pasta “public_html” e se for hospedagem Windows, os arquivos devem ficar sob a “httpdocs”. Caso ocorra algum erro pode tirar um print do FileZilla e enviar a nossa equipe de suporte para análise.

Estrutura física básica para Live Streaming

Veja o que você precisa ter de estrutura física simples para ter em sua organização uma sala de webaula e/ou webconferencia.

Muitas empresas e instituições de ensino estão se preparando para fazerem transmissões de reuniões, aulas, palestras e até conferências ao vivo com usando um link de streaming. Mas há muitas que não tem noção de que um investimento pequeno pode trazer grandes resultados.

Pensando nisso, fomos buscar a ajuda de um especialista em infra-estrutura de streaming de vídeo para ver o que ele recomenda e para a nossa surpresa, o investimento é extremamente baixo. Veja abaixo um orçamento que foi feito por este especialista:

orcamento

Claro que os valores podem variar de mercado para mercado e de empresa para empresa, mas este foi feito no início do 2º semestre de 2012 para entidade classista, que depois acabou optando por simplesmente alugar o sistema do especialista. Aliás, tudo depende do que você vai querer: Fazer apenas um evento? Fazer um planejamento para ter sempre eventos ao vivo? Se a segunda opção for a sua realidade, esta estrutura básica pode auxiliá-lo.

Finalmente, a última etapa é contratar uma empresa com um ótimo serviço de streaming. A SoftHost tem 10 anos de mercado e 5 anos de experiência em streaming. Para streaming de vídeo ao vivo utilizamos servidores em data center no Brasil com FMS (flash media server), sem limite de usuários e com suporte à mobile (iPhone, iPad, iPod, Android, Symbia, Xbox, PS3 etc.). Vc pode contratar o serviço durante um mês para um ou mais eventos ou assinar o Plano FMS. Fale com nossa área comercial!

Mude para o Cpanel e o seu Webmail

Faça um teste gratuito do sistema de hosting mais utilizado no mundo

Em suas hospedagens de sites, a SoftHost trabalha com os dois principais sistemas de gestão de hosting: o Cpanel e o Plesk. O Cpanel é para servidores Linux e o Plesk para servidores Windows.

Porém, quantitativamente, o Cpanel da cPanel Inc. é o mais utilizado também na SoftHost. O Cpanel é um dos principais softwares de Web Hosting Control de fornecimento de ferramentas de automação de hospedagem para vários centros de dados e clientes em todo o mundo.

Pelo http://bit.ly/cPanelDemo você terá uma experimentação demo do Cpanel disponibilizado pela própria cPanel.

O demo do painel está em inglês, mas o que a SoftHost entrega a seus clientes é totalmente em português. Veja um print de algumas telas:

O Cpanel tem várias funções que lhe auxiliarão na administração da hospedagem de seu site, como:

  • Criação e administração de bancos de dados, contas de email e contas de FTP;
  • Verificação de espaço em disco e tráfego de dados; e
  • Sistemas pré-instalados.

Webmail do Cpanel

Quanto ao Webmail do Cpanel, ele poderá ser utilizado facilmente pela sua equipe através de qualquer computador ou smartphone conectado a Internet. Basta usar o domínio da empresa com /webmail para ter acesso. Exemplo: www.seudominio.com.br/webmail.

Veja o print das telas abaixo:

Webmail via iPhone

Ouça a nova propaganda da SoftHost para as rádios

Ano novo, vida nova, propaganda nova!

NT3708243Este ano a SoftHost está completando 10 anos de mercado. Nos consolidamos como líder em serviços de datacenter no Centro-Oeste e estamos crescendo a cada dia.

Para 2012 estamos preparando muitas surpresas e novidades para nossos clientes. Você vai começar a sentir isso a partir das novas propagandas da SoftHost para as rádios. Deixamos de lado o apelo humorístico das propagandas “Enrolacão ao Cliente” e “Chefe, chefe!”, para uma propaganda mais séria e institucional, própria para mostrar a seriedade do nosso serviço. Afinal, somos uma empresa que à 10 anos vem ajudando seus 6.000 clientes de todo o Brasil.

Por favor, faça o seu comentário desta nova propaganda, para que a gente saiba se ela ficou realmente boa. A sua opinião é importantíssima para nós.

Faça download

Em 2012, será tudo novo, menos duas coisas…

Muitas lutas viram, muitas outras virão.

Veja a nossa mensagem de final de ano e as novidades da SoftHost para 2012.

Veja a nossa mensagem de final de ano e as novidades da SoftHost para 2012.

Em 2012, o ano em que a SoftHost comemorará 10 anos de mercado e comemorará a marca de 7 mil clientes em todo o Brasil, temos uma certeza: não estamos sozinhos nesta jornada.

A Missão da SoftHost é:

Fornecer às organizações interessadas, infra-estrutura de Internet Data Center através de soluções inovadoras e eficientes em hosting, streaming, cloud computing e aluguel de servidores dedicados.

    Neste sentido, estamos lutando para cumprirmos nossa Visão:

    Transformar desconhecidos em amigo; amigos em clientes; clientes em parceiros; em todo o Brasil; primando pela inovação e eficiência nos projetos e produtos; satisfazendo e antecipando as necessidades de todos.

      Em 2012, teremos novas contratações, nova infra-estrutura, novos serviços, novos servidores, novos clientes, novos parceiros. Em 2012, temos a certeza de que será tudo novo, exceto  duas coisas:

      1. Sua confiança em nosso trabalho não vai mudar;
      2. Nossa atenção para com você também não vai mudar.

      Agradecemos a Deus por poder trabalhar naquilo que somos apaixonados em fazer todos os dias. Somos muito felizes em ver o resultado de nosso trabalho em milhares de empresas. Estamos na crista da onda das inovações tecnológicas, surfando nas nuvens computacionais, levando ao nosso clientes soluções de ponta na comunicação eletrônica, transmitindo idéias e realizando e ajudando as empresas a diminuirem seus custos operacionais com comunicação.

      Finalmente, terminamos este último post de 2011 dizendo…

      MUITO OBRIGADO, BOAS FESTAS, FELIZ NATAL E FELIZ 2012!

      As Principais Soluções dos IDC’s

      A Tecnologia da Informação e Comunicação pela Ótica dos InternetDataCenter.

      A Tecnologia da Informação e Comunicação pela Ótica dos InternetDataCenter.

      Os InternetDataCenters estão no apogeu de sua glória no mundo corporativo. Entenda o porquê:

      Até pouco tempo atrás era difícil explicar para um não profissional de TI o que era um data center ou um IDC. Porém, hoje os IDC são celebrados com uma das peças mais importantes do desenvolvimento tecnológico humano.

      Praticamente tudo que existe na Internet está armazenado dentro de um IDC (InternetDataCenter), com seus milhares de servidos, ligados a links de fibra ótica, dentro de prédios seguros, distribuídos em toda parte do Globo terrestre.

      A SoftHost trabalha desenvolvendo e comercializando estes serviços de IDC’s para mais de 6.000 clientes em todo o Brasil. Estamos preparados para as principais tendências de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação), com soluções especiais que atendem integralmente essas tendências.

      Veja agora as principais tendências da TIC e as principais soluções dos IDC’s para o mercado corporativo ou, se preferir, veja a apresentação de Power Point com o resumo de tudo:

      Segundo Marcos Andrade, são essas As 10 Principais Tendências na Internet:

      1. Geolocalização
      2. Conteúdos personalizados
      3. Construção colaborativa
      4. Recomendação
      5. Mobilidade
      6. Multi plataforma
      7. Conexão com redes sociais
      8. Realidade aumentada
      9. Social Commerce
      10. Interação entre On e Offline

      Já as Principais Soluções nos IDC:

      1. Corrida para a Cloud Computing: Mais conteúdos livres dos computadores. Mais sistemas para organizar.
      2. Aplicações nas Nuvens: Mais máquinas virtualizadas. Menos aplicações das redes internas.
      3. Projetos SaaS: O Software como Serviço, tende a ser mais desenvolvedores em maiores parcerias com IDC’s.
      4. Streaming: Maior necessidade de estruturas rápidas e estáveis para:- Webconferências;

        - Eventos Ao Vivo;

        - Videos On Demand;

        - Retransmissões: Emissoras de TV e Rádio.

      5. Segurança: Quanto maior a dependência da nuvem, maior a necessidade de sigilo e confiabilidade dos dados.

      Quer transmitir um evento de um dia ou poucos dias? Veja o que contratar.

      Como se organizar para que meu evento seja um sucesso? FMS ou o WMP, qual player usar? Qual plano eu contrato para um evento de um dia ou poucos dias?

      Basta uma câmera, uma placa de captura, um computador ligado a Internet e SoftHost para garantir a qualidade da transmissão do seu evento.

      Em breve o padrão a ser mais usado será o HTML

      Diariamente recebemos pedidos para a transmissão de eventos que vão acontecer apenas durante algumas horas, um dia ou poucos dias. São clientes que não querem contratar um plano de streaming. Querem apenas pagar e usar o serviço.

      Pelo site da SoftHost não há esta opção, então siga os passos:

      1. Entre em contato com comercial@softhost.com.br;
      2. Solicite um streaming de vídeo;
      3. Escolha seu player Flash (mais caro) ou WMP (mais barato);
      4. Pague e confirme o pagamento;
      5. Configure e teste a transmissão com alguns dias de antecedência.

      Veja algumas vantagens e desvantagens básicas das duas tecnologias e, principalmente, os custos das duas tecnologias na SoftHost.

      - Streaming MMS (Microsoft Media Server)

      A grande vantagem está no preço. Você terá uma transmissão ao vivo para até 50 pessoas simultaneamente, pagando apenas R$ 87,48. Porém, a desvantagem é bem maior:

      • Player: WMP (Windows Media Player).
      • Qualidade limitada a 150 Kbps.
      • Quantidade de usuários limitada a 50 simultaneamente.
      • Vai funcionar bem, desde que o usuário tenha o Windows Media Player ativo ou algum player compatível.
      • Dificuldade de garantir que a transmissão seja gravada por qualquer pessoa.

      - Streaming FMS (Flash Media Server)

      A desvantagem do FMS está justamente no preço. Custa R$ 150,00. Porém, as vantagens justificam todo o investimento:

      • Player: FMS (Flash Media Server).
      • Qualidade ilimitada. Há transmissões sendo feitas com até 2.000 Kbps.
      • Quantidade de usuários ilimitada, pois o limite está na pacote de tráfego de dados escolhido.
      • Funcionar bem em qualquer sistema operacional e browser.
      • Maior segurança contra cópias, pois a transmissão é criptografada.

      Saiba mais sobre o Plano FMS Wowza da SoftHost

      wowzaUma Plataforma Única de Transmissão de Vídeo Gravado e Ao Vivo

      Entre em contato com a nossa área comercial e peça seu orçamento de Plano FMS com Wowza.

      Entre em contato com a nossa área comercial e peça seu orçamento de Plano FMS com Wowza.

      O Wowza já está ativo para os clientes de streaming da SoftHost desde o início de 2011 e agora mostramos os seus principais pontos fortes

      Graças a explosão dos smartphones e da popularização do acesso 3G, a tendência atual é a utilização de tecnologias de convergência digital, principalmente no quesito mídias digitais via Web, o mercado tem exigido uma plataforma única. Foi pensando nesta praticidade que a SoftHost optou pelo Wowza Media Server como solução de video streaming. tanto para VOD como para Live Streaming.

      1) A melhor plataforma para VOD (Video on Demand) Streaming

      Agora, através do Plano FMS, você poderá usar o Wowza Media Server. Seus arquivos de vídeo (on demand) serão visíveis em qualquer sistema operacional, seja ele, Windows, Linux ou Macintosh. O seu streaming de vídeo será transmitido simultaneamente à ilimitados usuários, com qualidade que você quiser (1500kbps ou 150kpbs, por exemplo) e, principalmente para vários tipos de players como:

      • Flash RTMP & HTTP Dynamic Streaming
      • Silverlight Smooth Streaming
      • QuickTime RTSP Streaming

      mobile2) Mobile Streaming

      Contratando o Plano FMS com o Wowza você poderá trabalhar no padrão de compressão H.264 baseado em MPEG4 Part 10 ou AVC (Advanced Video Coding) pronto para smartphones como o iPhone, Blackberry, o Android e outras plataformas móveis como os tablets iPad e Sansung Galaxy, assim como a visualização do formato de arquivo 3GP para smartphones. Além disso, possui suporte multi-taxa de bits adaptável para streaming em HTML5:

      • iPhone/iPad/iPod Touch Devices
      • 3GP (RTSP) Phones
      • Live Streaming
      • Thousands of sites use Wowza for live streaming.

      3) Plano FMS Wowza

      Claro que o Wowza sozinho não faz milagres. Além dos servidores FMS da SoftHost, é necessário uma boa banda larga tanto para o upload do sinal, como para o download. Através deste conjunto, você terá a liberdade para que cada projeto alcance resultados esperado. No Plano FMS Wowza, onde você poderá escolher livremente a qualidade de vídeo (Kbps) assim como limitar (ou não) a quantidade de usuários por canal. Finalmente podemos concluir que:

      SoftHost Servers FMS + datacenter no Brasil + Wowza + Liberdade + Criatividade = Sucesso em Streaming

      Cases são mais importantes do que portfólios?

      Da caixa mágica da apresentação comercial podem sair tanto um quanto o outro. Mas, qual a tendência do B2B? Qual a melhor abordagem comercial?

      Da caixa mágica da apresentação comercial podem sair tanto um quanto o outro. Mas, qual a tendência do B2B? Qual a melhor abordagem comercial?

      A prospecção mais comum no B2B é a de apresentação de portfólio e cada vez mais as empresas esperam que suas fornecedoras apresentem cases.

      Acabou-se o tempo em que o consultor de negócios B2B colocava debaixo do braço o seu portfólio e sua tabelinha de produtos, a calculadora no bolso e saia para vender ao chefe do departamento de compras das empresas.

      Apesar da prospecção por portfólio ainda não ter acabado, ela tem demonstrado menor eficiência que os cases (apresentações de projetos já realizados em outras empresas de mesmo porte ou de mesmo segmento). Os departamentos de compras ou mesmo os gestores das áreas estão com os ouvidos muito mais atentos para aqueles consultores que preferem contar as histórias de outras empresas e do que foi feito nelas. É como se um caixa mágica tivesse sendo revelada, com maravilhas saindo de dentro dela. Ou seja, a apresentação de um case pode ser um grande diferencial aos concorrentes que só apresentam portfólios sempre muito parecidos.

      E nem é necessário um nível alto de detalhamento do case. Basta mostrar em que nível a solução oferecida foi utilizada por outras empresas e quais os resultados obtidos. O questionamento especulativo e a curiosidade excessiva são naturais e, o bom consultor B2B, saberá revelar apenas as informações que não comprometam suas já clientes.

      A prospecção por case pode ser dividida em 4 partes:

      1. Apresentação da empresa (se não poder ser revelada, nomear pelo segmento de atuação);
      2. Situação Problema (situação X: o estágio em que se encontrava a empresa);
      3. Atuação (situação Y: o que foi feito / tecnologias utilizadas / produtos ou serviços utilizados);
      4. Solução (situação Z: o estágio atual da empresa depois a implantação).

      Para que a abertura da caixinha mágica do case não se transforme em truque barato, a apresentação do case precisa utilizar a metodologia correta. A caixinha por si só, não resolve nada, muito menos garante uma boa venda. A melhor metodologia é a que utiliza o case como quebra-gelo para continuar estudando o cliente, suas necessidades e que ajude o na análise de requisitos, sabendo que outros cases mostrar.

      Antes da visita ao setor de compras, selecione uns 1 ou 2 cases para serem apresentados. Para abrir essa caixa mágica, não é preciso ser um bom contador de histórias. Seja sucinto e administre a atenção de seu interlocutor, para não ficar contando estória para boi dormir, com caixinhas que não terão nada a ver com a solução esperada pelo cliente.

      Cloud Computing: Uma visão do cenário atual e futuro

      O cenário atual e futuro do Cloud Computing no Brasil e os novos modelos de negócios criados por ele.

      Ainda há muito a ser feito, só estamos no início, mas a TI nunca mais será igual depois da realidade das nuvens.

      Ainda há muito a ser feito, só estamos no início, mas a TI nunca mais será igual depois da realidade das nuvens.

      Desde o início de 2010 a SoftHost fornece comercialmente infraestrutura de cloud para seus clientes, mas para isso foram preciso muitas pesquisas, testes e adequações para hoje ter uma nuvem segura, estável e veloz. Depois de um ano e meio atendendo as MPEs e as PMEs, veja o balanço que fazemos desta tecnologia e os avanços dela na atualidade:

      O Brasil ainda está na primeira fase de adoção da cloud computing, mas ano após ano essa porcentagem subirá até que 100% dos dados e das aplicações das empresas, ou quase isso, estejam hospedadas em nuvem.

      Uma empresa está pronta para a realidade do cloud computing depois de terem a real consciência de sua eficácia. Para isso é preciso buscar a simplicidade, a eficiência e a segurança de dados na aplicação escolhida. Por fim, é preciso buscar um data center para que a aplicação seja testada, ajustada e por fim implantada.

      Apesar de ser um evento bastante novo, o advento da nuvem computacional já é uma preocupação na gestão das PMEs (pequenas e médias empresas) onde o foco está muito mais na capacitação das diversas áreas da empresa para lidarem com a nuvem do que em questões tecnológicas propriamente ditas.

      E a adoção do cloud computing afetará para sempre toda a atual cadeia produtiva da TI, consequentemente criará novos perfis profissionais e a extinção de outros, principalmente das áreas operacionais, como o gerente de projetos que perderão a importância. Já outros profissionais passarão a ter maior importância onde até bem pouco tempo não existiam, por exemplo, gerentes de produtos, com foco nos produtos baseados em nuvem que a empresa utiliza.

      Como cenário futuro, teremos a consolidação do cloud computing como plataforma corporativa, que ajudará as empresas de todos os portes com o “apagão de mão-de-obra” na área de TI, já que o outsourcing das aplicações e da nuvem consequentemente diminuirá o quadro de profissionais dentro das empresas.

      Outro conceito que cairá é da própria infraestrutura dos data centers para a nuvem computacional. Data centers gigantes são coisa do passado. A tendência são as empresas se sentirem mais confortáveis ao pulverizarem seus dados e aplicativos em mais de um local, diminuindo  os riscos do outsourcing de seus negócios. Segundo Chuck Hollis, vice-presidente global da EMC, em entrevista ao ITWire.com, disse que “a busca por economias de escala através da construção de imensos data centers é uma maneira ultrapassada de pensar no armazenamento de dados e infraestrutura como serviço.”

      A última fase na implantação da nuvem numa organização é a adaptação do acesso aos usuários. Graças a proliferação dos gadgets como smartphones, tables, os usuários sofrerão menos com estas mudanças.

      Como nem tudo é notícia boa… o grande desafio da relidade da nuvem computacional no Brasil é a própria infraestrutura de telecomunicação, que precisa melhorar. Já que elas prevêem US$ 39 bilhões em 2016 até 2016 de receita da venda de nuvens móveis corporativas,

      Agora, a grande consequência do consolidação da nuvem está nos futuros modelos de negócios que serão possíveis, que simplificarão, agilizarão e aumentarão a oferta de opções no atual mercado por aplicações e as software houses que não conseguirem levar suas aplicações para a nuvem, se tornarão obsoletas e se extinguirão naturalmente. A adoção de cloud computing, por parte dos desenvolvedores, permitirá a eles a oportunidade de desenvolver vendas casadas com a abertura de suas APIs (Application Programming Interfaces) para empresas como a SoftHost, que já fazem parcerias com desenvolvedores no modelo SaaS. Tudo para tornar possível compartilhar vendas oriundas de serviços em nuvem.

      Se você tem interesse em desenvolver aplicações para cloud computing ou quer colocar suas aplicações em nuvem. Fale com a SoftHost. Poderemos te auxiliar nesta tarefa.